Um olhar faminto no metrô

O que eu quero tentar escrever aqui não é para parecer um revoltado social, um utópico idiota ou até mesmo um socialista que só fala asneira e não faz nada para mudar. Não tenho estado matutando ultimamente por diversas razões. Entretanto, hoje aconteceu algo comigo que realmente foi capaz de me levar a refletir sobre coisas que eu venho observando nos útlimos tempos, porém que até então não tinham tomado minha atenção... não sei o porquê. Hoje no metrô voltando para casa, havia um mendigo suplicando por moedas ou algum outro tipo de ajuda para custear seu almoço. Eu estava ouvindo música em meu iPod e no começo nem sequer me importei com o cara. Alguns minutos depois eu passei a observá-lo mais atentamente. Vi desde seus pés descalços e sujos, passando pelas suas mãos grossas e pretas e indo até sua barba e cabelos imundos. Infelizmente sua aparência era asquerosa! Analisei seu olhar triste, sua coluna curvada e seus ombros cansados. Por um instante eu comecei a imaginar quantas pessoas passam por essa mesma situação e quantas vidas passam por elas sem sequer dar mínima (ou devida) atenção. Às vezes isso pode até ser fruto de um passado sórdido, somado a eventos inesperados que por ventura tenham levado tais indivíduos à criminalidade e até o universo das drogas ou qualquer outra coisa. Os julgamos como excluídos, nojentos e que somente vivem tal realidade pois são dignos de merecimento. O quê? Agora pergunto-me o porquê do destino ser tão atroz com seres humanos assim. Sim, eles ainda são humanos... Sentem frio, fome e sede. Além disso choram e também devem sentir falta de uma cama, um lençol limpo, uma casa para morar, etc. Muitas pessoas não valorizam o básico e modesto enquanto existem seres em tais condições. Vejo-me agora refletindo em como podemos ajudar a mudar essa situação e como devemos valorizar ainda mais as coisas simples que temos em nossas vidas. Isso tudo pode parecer uma insignificância aos olhares imediatistas da maioria, todavia só são algumas de minhas divagações que estão ocupando meus pensamentos nesse instante. Acabo que por terminar como hipócrita e um tanto que inútil por dizer que isso tudo é somente um desabafo e isso tudo isso irá perdurar-se por ainda muito tempo.